Robalinho de S.Martinho

“Surfcasting”

Boas pessoal!

O frio chegou e as folhas já caíram, à medida em que o Outono se transforma no Inverno dá-me ganas de ir para a pesca e ficar por lá uns dias com ou sem peixe, pois o que eu gosto mesmo é de me sentir livre e desfrutar do contacto com a Natureza.


Parece que nos dias de hoje para se andar por certas zonas junto à Costa sem ver excesso de pessoas nas praias outrora desertas é preciso estar umas condições tipo “hardcore” como as que estiveram no dia em que fiz esta jornada.


Neste dia a exigência do mar associado às condições do pesqueiro pediam lançamentos longos, ou pelo menos eu tentava fazê-los mas nem sempre me saiam bem devido ao vento frontal que se fazia sentir, a ondulação pediu-me chumbadas de garras e eu dei-lhe, ou era isso ou então não pescava.

1 %2BRobalos %2BSurfcasting %2BCinnetic %2BLobo%2Bdo%2BMar - Robalinho de S.Martinho
Foi uma jornada de pesca em que o objectivo nrº1 era relaxar dois dias e tirar algumas duvidas que pairavam na minha cabeça com um ponto de interrogação «???»

A noite apresentava-se fria e húmida, um vento moderado na cara prometia chatear-me a tempo inteiro, equipei-me a rigor para uma noite que se esperava difícil e sofrível, por vezes mesmo com chumbada de garras a força do mar arrancava a pesca do fundo e “cuspi-a” para fora, aconteceu pelo menos três vezes.


Neste dia só pesquei com uma cana porque achei que fosse melhor assim, as condições pediam atenção redobrada e pesquei apenas durante algumas horas.


Este foi o único peixe da jornada, que me deu algum trabalho e ao mesmo tempo vicio durante a sua cobrança, pois na altura em que o recuperava, um set com bastante força varreu a praia com uma forte corrente lateral obrigando-me a deslocar uns bons trinta ou quarenta metros para a esquerda a acompanhar o peixe, e quando pensava eu que o pior já tinha passado, aquela água toda escoou para fora através de um agueiro que fazia ali ao lado e o peixe aproveitou essa “boleia” claro, por momentos ainda temi o pior, pois tenho más recordações de perder peixe em condições semelhantes, com calma aguentei o velhaco e aos poucos fui diminuindo a distância que ficava entre mim e ele, quando o vi em seco foi um alívio do caraças e disse falando comigo mesmo que a pesca estava mais que feita, pois nunca pensei de apanhar um peixe bom com estas condições.


O mar deu luta mas eu não me rebaixei e quase no final da pesca tive a minha recompensa, no entanto; pouco tempo depois o mar subiu conforme as previsões anunciavam e quando a maré rodou o limo apareceu do nada e aí sim, não tive alternativa a não ser arrumar o material e ir descansar.

3 - Robalinho de S.Martinho
No dia seguinte e já ao entardecer antes de vir embora um mar violento varria literalmente a Costa tornando impraticável qualquer tipo de pesca ao nível do mar.

4 - Robalinho de S.Martinho
A última palavra cabe sempre a esta Majestosa Costa que se perde de vista no horizonte e que me faz sonhar tantas e tantas noites.


5 - Robalinho de S.Martinho
Mais uma apanha de lixo que tentava enfeitar a Natureza, uma saca cheia e mais qualquer coisa.


6 - Robalinho de S.Martinho
Hoje em dia todo o dia é dia de qualquer coisa, 90% deles passam-me ao lado, mas o dia de S.Martinho sempre gostei de celebrar com umas castanhas assadas e qualquer coisa para desembaçar, afinal de contas um gajo tem de comer alguma coisa não!!  😉


– No dia de São Martinho vai-se à adega provar o vinho.

– No dia de São Martinho, come-se castanhas e bebe-se vinho.

– Verão de São Martinho são três dias e mais um bocadinho.

– Pelo São Martinho castanhas assadas, pão e vinho.

– Óh meu São Martinho dá cá um Robalinho 😂


Saúde e força aí pessoal.

— ATENCIÓN: El artículo pertenece al BLOG de «Lobo do Mar» —


Deja una respuesta

Su dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados *

Puedes usar estos HTML etiquetas y atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

info@donpesca.com