Galinha Velha é que faz bom Caldo

“Surfcasting”

Boas pessoal, tenho andado bastante afastado desta vertente de pesca na praia, hoje escrevo para todos vocês claro mas com especial atenção para os amantes da modalidade de surfcasting que já me questionaram se tinha deixado esta vertente. Não, não deixei de pescar ao surfcasting e não pretendo fazê-lo…

1 - Galinha Velha é que faz bom Caldo
Enquanto o sol ainda se espreguiçava por entre as lindas nuvens negras.
(Nem sempre podem ser os peixes os protagonistas da foto de apresentação de uma publicação)

O despertador tocou às 5h da manhã, acordar tão cedo até é uma falta de respeito pelo sono, ainda por mais quando foi uma noite mal dormida devido à ansiedade provocada pela dúvida de se ia ou não ia à pesca, pelo sim pelo não tinha ficado tudo preparado na véspera, era um dia daqueles que até o próprio café precisava de um café.

2 - Galinha Velha é que faz bom Caldo
A Costa Sul do Sul foi abençoada por uma boa ondulação da qual eu já andava de olho e a monitorizar cada nova actualização, no início pairava a dúvida se ia apostar à noite ou na manhã seguinte, a previsão da queda do mar, da chuva, de trovoada e do vento mudavam constantemente, daí a minha incerteza no que fazer, são elementos que ditam o sucesso ou o fracasso de uma jornada de pesca, provocando a tal ansiedade que toma conta de nós (Pescadores), no meu caso receava fazer a escolha errada e perder uma oportunidade como esta que são poucas e não são quando nós queremos mas sim quando a Mãe Natureza entende que deve ser.

Neste dia esperava o melhor mas tinha de estar preparado para o pior, e o pior confirmou-se assim que dei os primeiros passos no areal ainda de noite e detectei logo a presença de grandes quantidades de algas, a maior dor de cabeça para qualquer pescador de surfcasting.

3 - Galinha Velha é que faz bom Caldo
Não sei se os vegetais já estão por aí ou se vieram fazer uma visita de passagem, a única coisa que eu sei é que neste dia estavam lá em força e fizeram-me a vida negra e quase me tiraram a vontade de pescar.

Decidi montar apenas uma cana e ainda bem que o fiz, porque era impossível pescar com duas canas, em cada lançamento a linha ficava cheia de “alface” rapidamente e tinha de recolher a pesca ou ia dar com ela em seco a ser mastigada pela rebentação, de um momento para o outro começaram a entrar uns robalécos no pesqueiro e vieram acompanhados de umas bailas pequenécas, o insólito disto tudo é que descobri sem querer que o peixe não estava a pegar no isco fresco mas sim num isco que já tinha sido congelado e descongelado duas vezes e que por acaso só o levei como isco suplente, é caso para dizer que “Galinha velha é que faz bom caldo” como dizia a minha Avó…

4 - Galinha Velha é que faz bom Caldo

Ainda safei a pesca com um total de oito peixes (sete robalos entre 1kg e os 2kg e uma baila), no decorrer da pesca ainda devolvi quatro bailinhas e já no final dois robaletes que penso que nem medida tinham e mesmo que tivessem a roçar a medida não os trazia, pois já tinha a pesca feita e não havia necessidade.

Então e depois de acabar o tal isco velho!!? Pois é, comecei a usar o fresco e por incrível que pareça não apanhei nem mais um único peixe que se aproveitasse. Uma coisa que eu estranhei foi a ausência de Sargos neste dia, o mar até estava bom para eles mas o certo é que não apareceram, talvez não fosse o dia deles ou então andaram por outras paragens, no entanto eu desconfio de um fundamento para essa ausência, mas vou precisar de mais algumas jornadas de pesca como esta para chegar a uma conclusão.

Foi uma jornada difícil, trabalhosa e apesar de ter safado uns pexecos foi uma pesca bastante chata e cansativa devido ao lixo que o mar trazia o que fez com que pescasse sempre sobre pressão, uma grande dúvida permanecerá; será que se tivesse mais daquele isco velho ou se não houvesse lixo e tivesse conseguido pescar com as duas canas tinha rentabilizado mais esta jornada!!? É daquelas coisas que nunca saberei…

Enquanto desmontava a cana e arrumava o material ainda fui brindado por uma boa chuvada, se gostei na altura!!? Não gostei, mas faz tanta falta que nem tive o direito de reclamar. No regresso à carrinha encontrei um “Cámon” acompanhado por um cão de respeito mas ao mesmo tempo com um ar amistoso e que me informou que no dia anterior estiveram lá uns pescadores e que não conseguiram pescar, pois nesse dia nem me passou a mim pela cabeça ir à pesca, e porquê!!? Porque já fiz essa asneira no passado e não volto a fazê-la, aprender com os próprios erros e com as experiencias que faço dá-me mais confiança com o passar dos anos para escolher o melhor dia para ir à pesca, no entanto há que ter sempre uma coisa em mente, é que a pesca não é uma ciência exacta…

5 - Galinha Velha é que faz bom Caldo
Bom mas a missão ainda não tinha terminado e uma vez que a maré vazava ao final do dia e era de caminho aproveitei para fazer uma paragem ali num spot da Ria Formosa que já não ia há muitos anos, o material não era muito e já era quase de noite mas ainda safei umas ameijoinhas para o petisco 😉
6 - Galinha Velha é que faz bom Caldo
E hoje
tive de fazer a baila para o meu almoço, um gajo também tem de comer alguma coisa, atão
😋
Bom pessoal por hoje é tudo, acho que já me estiquei um pouco na escrita mas a malta que me tinha pedido um relato de surfcasting, já tem com que se entreter 😊
Haja saúde e força aí.

— ATENCIÓN: El artículo pertenece al BLOG de «Lobo do Mar» —


Deja una respuesta

Su dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados *

Puedes usar estos HTML etiquetas y atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

info@donpesca.com