A busca infindável pelo Robalo

“Spinning”

Boas pessoal!

Nesta temporada tenho andado mais virado ao spinning, há temporadas que engreno no surfcasting e quase que não vou corricar, há outras que parece que a coisa vai dividida, mas nesta em especial tenho andado fixado no spinning e apesar de não fazer peixes grandes e nem vários na mesma jornada ou ida ao menos tenho safado quase sempre o chibo com pelo menos um robalote, o que já não é mau nos dias que correm, pois mais vale um peixe na saca do que dois a nadar no marAVvXsEjlXGMa9c6 a 4kImEcZo3v JYUN00XjcGDn9iP rqWCbm6zk 0RsZaMVHn1FgEPtrhVLF8mYiqkEiC87m1icjFK8MPBcSD PiE0fo6WeyT0InlA5WNu0l6f Ueue7okIohaSMyuUajTjeJAOoXoMQI5g0LEYlxh6XEn1ftD08jaToxLsvCVTrlXuGz=w400 h300 - A busca infindável pelo Robalo

Era no final do dia que eu queria investir, mas antevia uma jornada bem penosa devido ao vento mais uma vez, o mar esse também não era o melhor e as previsões apontavam para uma subida durante a noite, no céu as nuvens escuras prometiam qualquer coisa mas eu estava preparado para o que daí viesse. Naquele caneiro tinha uma corrente forte que puxava para fora e o Robalo por vezes gosta de caçar contra a corrente que traz com ela restos de alimento ou até mesmo alguma presa mais vulnerável como (pequenos peixes que lutam desesperados contra a corrente).

Era hora de assumir o posto e lançar desalmadamente para tentar chegar à zona que supostamente poderia ferrar algum peixe, depois de muitos lançamentos eis que pareceu-me sentir uma vibração diferente na amostra à qual eu respondi com uma violenta ferragem e lá estava ele a estrebuchar na ponta da linha, facilmente o meti em seco e guardei-o em local seguro e continuei a investir com lançamentos difíceis devido ao vento, nesta altura já era abençoado por algumas pingas de chuva que apesar de não ser aquele o momento certo para elas caírem até foram recebidas com alguma alegria uma vez que vivemos tempos de seca, nisto levo uma bela mocada enquanto recuperava a amostra mas infelizmente para mim não o consegui ferrar, tinha sido porreiro trazer dois peixes mas faz parte como se costuma dizer e pouco tempo depois conclui que estava na hora de encerrar esta jornada e ir à procura de alguma coisa para comer porque  já não via nada para trás das costas com a fome que tinha…

AVvXsEgYCMlwlR31Kfo5NvptQ8q6fVI2FMI49CKyur9a35foi1H3vwz6guY0LdFN5hlSXWQThm0NCpKHILXpG7YGDTE1MC0EytOGI99IBTa4MiH52eEFZr69LebHvlcWlr3wA7n6Rc64Ix470Za6SXgXRqYEiCEsDUZX2EXCYS 4rspNk9CNOyGpoND0Oyw8=w400 h270 - A busca infindável pelo Robalo
Durante a tarde andei pelo território Lobo a aproveitar a paz que eu sinto por ali.
AVvXsEiTwQZybdVxY xC 0pTsMLAWxXQ FtvdRffk2fhRkDhpmOMxlLehMqG4 2Z hpImmazyQWM5arzs7Y B3P1O615mZlNaOQdVCQbRO5PTjI8uGkyQM9c 9ARE49QdK2oEXdx1Khz1zsz LQcOuioJ LKwYgbnHljX1WnZiUyYB ExUxZb0HmUKANHCcr=w400 h266 - A busca infindável pelo Robalo
Andam esquivos cá para o meu lado, mas mais vale um peixe na saca do que dois a nada no mar.
AVvXsEiN2iHDj54Xz3uKchj1nQixVHjQTU Odo1MVxd2GtPaKSB22gkRkGfP8jTHgnoaBpDbPVSQTiQpxb2U0FI0JxocVX3nopGQD1 H7mzHmI1HKXaWBoCx0uHsCLedm3 I1fnqhUsVuNB9PadbqxMZixksR4h5P245ZwTIHfpUv5hvMsPHuBPUPx2u318u=w400 h300 - A busca infindável pelo Robalo
O excesso de modernismo também já chegou ao mundo da pesca, não é de agora mas a cada ano que passa parece que está pior, ora vejamos; o principal objectivo de qualquer pescador é apanhar peixe, mas por vezes é criticado; se apanha peixe pequeno é criticado porque não tem medida e matou a criação (aí até eu estou de acordo, salvo raras excepções), se apanha muito peixe é criticado porque matou muito, se apanha os grandes e gordos na altura da desova é criticado porque não os deixa desovar, se os apanha depois da desova é criticado porque estão magros e parecem facas e não os deixou engordar, um gajo que comece neste vício da pesca nos dias de hoje certamente vai ficar baralhado das ideias e dá por ele a pensar assim tipo: (afinal o que é que eu posso apanhar!!!?)
AVvXsEgKNYq0k8ugy7 7pYM6rXHEpJ6E Wv 4KlUd0ckHdS7KEVxmA95MxMg0Qyza0awnei0ggZiEa6HoDtcQ7s1SRb6rgThSVwwF7r5zx3dklZMCcbW7oBP8Seh1L9ljAphjBvPzoGekMuYPBuXZKIrxOg57mb92EfmwJ6qeuFloNM OagcDaqGbXA OrsC=w400 h339 - A busca infindável pelo Robalo
Depois da jornada ter terminado vinha outro momento que para mim é muito prazeroso na pesca, é a altura do jantar ou da bucha que por ser naquele ambiente sabe sempre melhor e para além disso um gajo também tem de comer alguma coisa, atão!!! 😉Neste caso lá tive de papar um cozido de feijão com carne e chouriça empurrado com meia garrafa de Pias que o amigo João Santana tinha lá a mais e me ofereceu, já agora faço um apelo a quem tiver vinho a mais aí em casa a estorvar eu aceito, quem diz vinho diz outra coisa qualquer que se beba (água não obrigado) hahahaha (brincadeira) 😂
AVvXsEjWU9qgcxzsT3kPdJ LFRtVKRy 6Qpf0MbnsNlkCKM4nHSsmV2lnSTMYRWcEMnGzSPRN9QtCKjoXP04oTOdHLkI4MtWz2cbb3sUqhP48QefJ oPci0YptxB928pkN1zsvzeMcxX8jTSbIvP  tJ UJfb0Jnt0GN5WeUcMUpJ xncJaNSqIO L12SYOt=w400 h314 - A busca infindável pelo Robalo
A seguir lá tive de amaciar a digestão e aproveitar o momento enquanto o mar rosnava ao longe a anunciar a subida prevista. 
AVvXsEiibECQqHWguY5o7oefhyb7NGRDFMGkqGAO9VSk7HC2S2 4WgPcSHthSGAK7kOWOmckden EtYOk8kR5BLtjPGJttHOJhYZXpH 5HU2lQ63pLVqpCCFqXlpG8yRqZ7R2Lg90gy5uBwJP7YE9Sq1YMwFM5XpYTF6gxZkWPVkJkRiUl6PhFsPpW8GLa7R=w400 h266 - A busca infindável pelo Robalo
Em dois minutos fiz a minha parte
AVvXsEj1 tvFS4qmkd9qSPSHwaznmSgyZTzUaz1Tq  XFWxa4KDADK4fIUm4Sd9gvFCcd3N 7HYl91M4yNLFjny IG1HN2lhpGd8Sk8bpdMHWcJRZA7IPuGRKHrqakZDHMHyfABoI5kLBiwh mTMrDrPBbF2zHufu2p48uqeHtsiJhEZJJfWtEemTV31cED1=w400 h266 - A busca infindável pelo Robalo
Num dia de maré boa fui apanhar uns búzios aqui na Ria
AVvXsEgY5wLuUpX3jzInCj46iPw8VaYECQH5S 6g91WyWOBb7pgQekfbBBolIbjrsBqkRH7DCBd3mcn2euNbhPqzcVGNv3NQ6 qxMC2IaIoxog5AlA tEdNwfQTiZqJer3atgGHcFGJIyWQddhjfHxFH6VAl7xX5faCsHixXBNVlueOxvq hiwCHuGL1po5X=w400 h266 - A busca infindável pelo Robalo
Lá tive de trazer uma santolinha que se atravessou no meu caminho
AVvXsEjKLGdkM0Yt0nlA7V08RcOQBLBMpAcrICh8EZZsTUj Ud6Cn 7KKIN994C0Lq3lYzBt8DSSi91pwpKtfzSpwu57Di6LFOyA2D 7280im34RemfJjtkivglzjkBu0Hsc1ch5dY3fE6XckM 9IAp0NFzL5sjjLdLEp55MDh CgVqawG9cMr13 8Pp805h=w400 h199 - A busca infindável pelo Robalo
Enquanto absorvia a magia deste dia lindo e estava por ali a pensar na vida veio-me à ideia aquele velho ditado do (cada um tem o que merece) e isso não é bem assim, ou então que (Deus escreve certo por linhas tortas) esse a mim também já não me engana, basta um gajo olhar ao que se passa pelo mundo e às atitudes de certas pessoas, isto está bom é para os vigaristas…
Só mais uma observação; imaginem vocês se o nosso governo aumentasse os ordenados com a mesma frequência que aumenta os combustíveis, hamm…
Saúde e força aí pessoal…

— ATENCIÓN: El artículo pertenece al BLOG de «Lobo do Mar» —


Deja una respuesta

Su dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados *

Puedes usar estos HTML etiquetas y atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

info@donpesca.com